Dançando a primavera

Neste dia primeiro de outubro o grupo de danças circulares “Harmonia Circular” esteve no Oikos para dançar a chegada da primavera. Focalizado por Cristiane Silveira de Souza, o grupo tinha 17 pessoas. 5 do Rio Grande do Sul e 12 de Santa Catarina, que cantaram e dançaram a alegria, a paz e a vida, sempre acompanhados por músicas do foclore brasileiro.
Veja as fotos abaixo:


O circulo que cura, o círculo que movimenta, o círculo da vida

A primavera é recebida com dança, alegria e esperança

As mãos em unidade, o coração batendo junto: é a dança da vida!

7 pensou em “Dançando a primavera

  1. “A magia da Dança Circular reflete no meu aqui e aqui e agora”.
    LenaMStephani

  2. “A magia da Dança Circular reflete no meu aqui e agora”.

  3. Dançar em roda, de mãos dadas, é uma oportunidade de se conectar conosco, com os outros e com toda a energia universal.

    Paula Oliveira

  4. Na dança circular não podemos ser apenas espectadores. Sabendo ou não os passos, tendo ou não ritmo, é no movimento da roda que tudo pode acontecer: a transformação se expressa, a harmonia se estabelece. Acredito também que as pessoas que dançam, vão operando mudanças em si mesmas com o passar do tempo. Porém tais mudanças podem ser percebidas não somente no corpo físico, que se torna mais leve, ágil, alegre, mas também a alma, pois, assim como nos tornamos mais flexíveis em nossas articulações, também o fazemos em nossas reflexões.

  5. Esta RODA “dançou” a arte da construção coletiva, o aterramento, a superação, harmonização, alegria, diversão, gratidão e o fluxo contínuo do Dar e Receber. Preciso dizer que foi especial? Roda linda, que fez pulsar o AMOR. Um beijo no coração de todos(as).

  6. É isso ai,A alegria, a leveza e muita vibração também dançaram conosco,BJS.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *