“Dia dança”, um sábado marcante

Um sucesso. É essa palavra, sucesso, que os organizadores da primeira edição do “Dia da Dança” falam desse evento; a programação surgiu para comemorar o dia internacional da dança, que é 29 de abril. Cerca de 25 pessoas vindas do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina participaram durante todo o dia 21 de abril, feriado, das atividades inédita na região. Ao todo, foram três oficinas e duas apresentações.
As oficinas foram abertas na manhã com Yoga Dance, facilitada por De Wotmeyer, e seguidas a tarde por Biodança, facilitada por Constantino Rodrigues, e encerrado com a oficina de Danças circulares, facilitado por Cristiane S. de Souza. As apresentações ocorreram uma em cada período, ou seja, de manhã, “Dança cigana”, e a tarde “Dança do ventre”.
Durante todo o dia, os participantes se envolveram com as dinâmicas, se sensibilizaram com as práticas e se emocionaram com o vivenciado. Alguns, na avaliação feita no final do evento, sugeriram nova edição do Dia da Dança para o segundo semestre de 2012, mas os organizadores já dão como certa e segunda edição do Dia da Dança para abril de 2013.
Eis algumas palavras escritas na avaliação por alguns participantes, após o encerramento: “Vida”, “Paz”, “Maravilhada”, “cansada e feliz”.

De Wotmeyer participa da primeira formação de Yoga Dance do Brasil

A terapeuta natural e facilitadora de yoga, De Wotmeyer, iniciou no último dia 5 e vai até o dia 18 de dezembro, a primeira formação de Yoga Dance no Brasil. O curso está ocorrendo no Centro de Yoga Montanha Encantada, em Garopaba, e facilitado pela professora Fernanda Cunha.
De acordo com De Wotmeyer, a junção da yoga e a dança, deu origem a Yoga Dance que alia a consciência e os princípios da yoga com a liberdade da dança de forma fluída e livre.

Ela explica que esta prática é baseada no sistema de chakras, que são pontos energéticos do corpo, e desperta as pessoas “para a expansão e o fluir com nossa alegria de ser, nossa autenticidade e nosso infinito potencial de amor nos proporcionando estados de equilíbrio e bem-estar que vão além do físico.

De Wotmeyer, que facilita aulas de yoga (hatha yoga e yoga dance) no

Oikos, em Criciúma, adianta que durante a prática são explorados elementos como respiração, presença, meditação e propósito em uma viagem entre os sete chakras e a relação entre estes, a música e o movimento. E que não é preciso ser um dançarino nem um yogi para se beneficiar dessa prática, que “é uma experiência de reconexão com a nossa inerente alegria de ser e viver que vai além do físico”.

Os interessados e fazer uma aula experimental tanto de Hatha Yoga quanto de Yoga Dance devem ligar para o Oikos nos telefones (48)3437.8869 ou 9653.2327, ou acessarem o site www.oikos.org.br